sábado, 29 de agosto de 2009

Meu Anjo


Quis ver-te entre o colorido céu da vida
Quis que fosses meu azul, essa cor sentida
Mas voavas tão alto, meu anjo imaginário
E eu com o pé na terra, ainda em calvário.

Sonhava-te de dia e noite, com desejo
Em doce melodia, ensaiava em solfejo
Anjo azul, cada vez mais em cenário
Só esperança, acalmava o meu rosário.

Tentei chamar-te outras cores, anjo azul
Tentei iludir teu condão, colorindo a dor
Tentei, estavas protegido por véu de tule...

Enfeitei então navegar, usando o meu amor
Procurei-te na noite, na Estrela do Sul
E de dia encontrei-te, pintado em verde cor!

(Anjo azul, ou verde (?!)
Tanto que a minha prece,
sedenta de sede,
em ti, na procura se perde!)

8 comentários:

Maria disse...

Os sonhos podem ter todas as cores... e têm!
Tempo de alegrias, é o que espero que tenhas...

Beijo

DE-PROPOSITO disse...

Quis ver-te
------------
É claro que todos desejamos ver o que gostamos. E 'não ver' o que odiamos.
Fica bem.
E a felicidade pertinho de ti.
Um beijinho.
Manuel

Áurea disse...

Pode ser verde ou azul
Precisa mesmo é ser anjo
Que traga felicidade
Senão que venha um arcanjo

Que essa Estrela do Sul
Venha muito "depressinha"
E que lhe traga esse amor
Voando como andorinha

um abraço

Princesa disse...

Hoje um pouco tarde e a pressa
mas nunca esquecida...

O melhor está para vir
pois o seu destino é um livro que você não lê.
Mas pode crer que nesta vida
há um lugar especial
feito só para você!

Tenha uma boa semana
um beijo

Teresa Durães disse...

a transformação de um amigo imaginário nuns olhos reais? e procura-se em todos os rostos. espero que essa procura não se perca

pin gente disse...

e o azul se faz verde, como nas águas no mar
assim são os corações, que nos ensinam a amar

um beijo
luísa

Nuno G. disse...

muito bonito...

poetaeusou . . . disse...

*
sonhei
entre o verde e o azul,
procurando a sul
o meu norte . . .
,
coloridas conchinhas.
deixo,
,
*