segunda-feira, 16 de maio de 2011

Vida...


Como safira a brilhar
como pétala de flor
como arco-íris em cor...

Como luz de astro rei
como brisa de luar
como vaga de sereno mar...

Como num tudo e nada
acordar simplesmente beijada
por nova madrugada...

Um dia, após o outro
até um entardecer
no sentir anoitecer...

Apenas e só...adormecer!
Com coração a descansar
da vida que o fez valer!

4 comentários:

Fa menor disse...

Tudo isso é lida
tudo isso é poesia
tudo isso é vida.

Bjos

Olinda Melo disse...

Lindo poema, de uma vida vivida em plenitude com o direito a um entardecer, um anoitecer bem merecido.

Gostei desta leveza que é quase uma pluma e um canto ao lado positivo das coisas.

Beijos

Olinda

Parapeito disse...

belas as palavras...que bailaram sem peso.
brisas doces para ti nina*

Baila sem peso disse...

Fa menor

Menina musical
É sim,
Vida no meio de poesia
Que com ela lida
E se sente preenchida...
(ainda que ande, noite e dia
um pouco vadia) :)

Bjinhos e obrigada pelo teu carinho

Olinda Melo

Obrigada linda menina
São teus sentidos
Que te fazem sentir bem
Porque talvez te seja lema
Que na Paz tudo se tem!:)

Beijos e fica bem

Parapeito

Para ti também esvoacem
Por tuas bandas sem peso
As marés de sentires sem medo
E muito muito amor em segredo :)

Brisas serenas pa ti nina**

para todas um muito obrigada
por ainda serem minhas leitoras na estrada
- desculpem a minha ausência-
É o cansaço e a falta de tempo
que espero retomar sem lamento