terça-feira, 31 de janeiro de 2012

Alma inquieta


Em branco casario, efeito de fogo
Na linha de um horizonte ansioso
Fugindo num entardecer quase logo
Respeita terra seca, em ar fogoso

Adormece junto a nuvens de frio
Rezando sobre ar seco e bravio
Pede que se levante brisa do céu
E nuvem chore, todo o pecado seu!

Mas nem o céu ouve seu desencanto
E na terra seca, se aguarda incerta
Que seja um lençol de água seu manto...

Ah no velhinho casario, alma inquieta
Quando o tecto do fogo for pranto...
Melodias de coro, num voo de poeta!

7 comentários:

Fa menor disse...

Muito lindo!

E as nuvens já choram :)
Que lavem os pecados
E a terra resplandeça!

Bjinhos, MIGA!

Teresa Durães disse...

lindo!

Olinda Melo disse...

Alma inquieta, que não se aquieta porque é esse o seu destino. Fazer perguntas, procurar respostas...E o velho casario será sempre a referência para os seus sonhos, o seu porto seguro. Do manto de água que não vem, a sua esperança...

:)

Beijos

Olinda

Olinda Melo disse...

Olá, minha querida

Boa noite

Venho agradecer as palavras com que comentaste 'Maneira de Amar'. Pois é, 'o AMAR não tem explicação'. Ama-se e pronto! :)

Lindo!

Beijinhos

Olinda

poetaeusou . . . disse...

*
inerte,
sem peso,
bailei,
e o efeito do fogo surgiu,
não mais partiu,
ficou, fez lei !!!
,
liiiiindo !
,
conchinhas de fogo, deixo-te .
*

DE-PROPOSITO disse...

Pede que se levante brisa do céu
-------
Uma prece a pedir carinhos!
-------
Felicidades
Manuel

Baila sem peso disse...

Fa menor

Sim, menina musical
Uma chuvinha por cá
Não ia nada mal...
Choveram gotinhas
Quando deixaste
Tuas palavrinhas
E agora é um ver
Se mais as adivinhas!!!:)

Bjinhos MIGA e fica bem
Na próxima semana
Que mais friozinho emana
E sem a chuvinha
A alma se engana:)

Teresa Durães

Obrigada! Vindo de ti
grande foi o elogio que senti :)

Abracito e cuidado com o friozito

(`tou em falta eu sei!!!
mas qdo der
acredita que algo direi!) :)

Olinda Melo

É mêmo, mêmo isso!!!
Como foi que adivinhaste? :)
Não que seja este o casario
Mas talvez na alma traga
Um parecido, no feitiço... :)

E nunca tens de agradecer
Quando ao teu cantinho vou beber!
A Quinzena do Amor
É um docinho irresistivel no “sabor”:)))

Beijos e xi-apertadinho
de amizade enfeitadinho

poetaeusou

Poeta da maré de aloé
Poeta de onda de mel
Poeta de areia de cristal
Poeta de conchinhas
Que fazem cócegas no pé...
Bailaste no fogo da divina lei
E a chuvinha qué dê ela?
Faltou na terra de grei! :)))

Tinha saudade de te ver por aqui!
Deixo junto das conchinhas de fogo
Um baile de abracito rei :)

DE-PROPOSITO

Carinhos e não só Manuel
Pede-se à Deusa Mãe
Que chore pecados seus
Que andam descalcinhas
Muitas criaturas de Deus :)

Beijitos e obrigada
por teres aparecido
na minha “estrada”!