sábado, 20 de outubro de 2012

Voando nos ventos


No silêncio em colina dorida
Ouve-se o murmúrio sentido
De tanta alma ferida...
Na estrada dos sentimentos
Sente-se uma brisa de coração partido
Em forte partitura de sons de lamentos...
Corre o rio para a foz
E um sol poente dentro de nós...
Navegando chora baixinho, 
Esmagado pela mó do caminho...
Quem pode entoar um canto
Que suavize ou termine tal pranto?
Quem?
Dói a pergunta, voando nos ventos...

6 comentários:

Olinda Melo disse...


Boa noite, minha amiga

Tens razão, 'tanta alma ferida...na estrada dos sentimentos'.

Belo poema, com perguntas pertinentes e respostas à deriva, navegando num mar de incertezas.

Tenhamos nós esperança e fé na busca de tempos de paz nos nossos corações e na nossa sociedade.

Adorei a tua presença lá Xaile. Sempre com palavras lindas e carinhosas. :)

Bom fim de semana.

Beijinhos.

Olinda

Eduardo Aleixo disse...

Dói a pergunta e dói a dor, sim, nos caminhos íngremes, onde ouves, ouvimos, com o coração apertado, os gritos, e muitas vezes os silêncios e as amarguras da vida. Mas as nossas almas sabem que existem as manhãs. E as cores puras. E as águas transparentes e frescas. E as primaveras. E o amor. E isso também conta. E desagua como perfume nas estradas que também percorremos. Nas mesmas estradas do sofrimento. Debaixo do céu, que o amor sempre nos acompanhe. Te beijo.

CamilaSB disse...

Encho o meu coração
com a cor de um sorriso
sigo a luz e entoo uma canção
para suavizar a dor
e o pranto
com o elixir maravilhoso
do amor :)
Magnífico e tocante poema, Menina que baila com a poesia!
Um beijinho lhe deixo com carinho e estima! Bom domingo!

jorge esteves disse...

Mesmo sofrida, versejas!...
Abraço.

Olinda Melo disse...


Querida Levezinha

Vim agradecer a tua visita ao Xaile e a bela mensagem que lá me deixaste.

Tens razão, o tempo não dá para nada, os afazeres, os deveres, a reclamarem-no todo para si. Por isso, as visitas mesmo que apressadas, têm ainda maior valor.

Deixo-te muitos beijinhos e votos de um excelente fim de semana.

:)

Olinda

Baila sem peso disse...

Olinda Melo

Boa noite, Menina (ó)Linda!
Obrigada pela presença ternurenta
Em época de água “barrenta”...
Mas por vezes em dia triste
Basta aquela palavrinha
Que noutros lábios ouviste :)

E tão bom que é ter carinho
E aconchego em nosso ninho!

A minha ida ao Xaile nunca será obrigação
Sempre que o faço é com terna devoção :)

Bem-hajas pelo teu bem querer
Tem dias lindos, até meu novo aparecer! :)

Beijinhos

Eduardo Aleixo

“Que o Amor sempre nos acompanhe”
Em águas brandas debaixo do céu
Desaguando em foz que nos banhe
Com o perfume que é meu, teu e seu...

Beijo embrulhado na amizade que nos uniu

CamilaSB

Palavras doces e carinhosas
Suaves como pétalas de rosas
São as tuas...
Bailando nesse aconchego
Retribuo com apego
Estima, carinho
Perfumados com um beijinho

Bom Domingo!

jorge esteves

O verso é minha bengala!
Faz-me parecer caminho agreste
Uma grande festa de gala!:)

Abraço apertado amigo Jorge

Olinda Melo

Mais um fim de semana
Se vai passando...
E a vidinha da gente passeando
Umas vezes rindo
Outras chorando! :)

Como o dia já vai no fim
Tem uma noite feliz...
Que o domingo tb seja assim
E não te esqueças tu de mim :)))

Beijinhos e xi-coraçãozinhos