terça-feira, 20 de outubro de 2009

Beijo da manhã


Com raminho de salsa e hortelã
Atado com um pedacinho de lã
Perfumei o teu beijo de Outono
Que me chegou pela manhã!
Tinha um suave toque de veludo
A doce brisa de um vento mudo
Deixei-o atado, sem abandono...
Era um beijo, cheio de tudo!

Dentro do laço que o apertou
Sentiu-se preso e chorou
Oh meu beijo de perdição
Tanto padeces por quem te amou!
Não, assim não, não te prendo
Não te compro, nem te vendo
Vou levar-te ao vale do coração
Solto, terás portas abertas, querendo...

Se te soltares em mim, no aconchego
Com suave toque, ao pé de ti me chego
Beijo, que me coroaste em suave manhã!

11 comentários:

EternaApaixonada disse...

Vim correndo colher o beijo da manhã!

E que receba muitos! Todos com muito carinho e amor e amizade!

Tenha uma linda semana!

Helô Spitali

alcinda leal disse...

Cá estou de novo a visitá-la e logo encontro um beijo de Outono perfumado com um raminho de hortelã.
Que maravilha!
Beijinho com sabor a pinheiros e eucaliptos!
Alcinda

clic disse...

Ele há cada beijo!... :)

Maria disse...

O meu beijo só pode saber a maresia
é o que te deixo aqui, para cada dia

:)))

Beijo

DE-PROPOSITO disse...

beijo de perdição
---------
Não acredito que os beijos sejam de perdição, uma vez que são uma manifestação de carinho.
--------
Fica bem.
A felicidade por aí.
Um beijinho.

poetaeusou . . . disse...

*
bailo
entre o seda e o veludo
perdido nos teus beijos
desejos
de mergulhar com afã
na perdição dos aromas
somas
de salsa e hortelã.
,
conchinhas bailantes,
,
*

AnaMar (pseudónimo) disse...

Que frescura de manhã terna.
Que bom acordar assim.

Bj

Áurea disse...

Como sempre seus poemas
São excelentes e famosos
Lê-se e ficamos pensando
Como são tão calorosos

Como um raminho de hortelã
Perfum ao beijo de Outono
Há por aí tantos raminhos
Que ficam ao abandono

Bjo
Áurea

as velas ardem ate ao fim disse...

Simplesmente amei!

bjo

juvenal disse...

atado...
com um laço, como se fora um abraço.
O Outono, assim, tem cor.

juvenal

Baila sem peso disse...

Eterna Apaixonada

Obrigada pelo desejo
Retribuo com outro beijo
Próxima semana enfeitadinha
Com muito carinho, em cheirosa plantinha!

alcinda leal

O cheirinho de eucalipto e pinheiro
Cá chegou enviado com passinho de carteiro
Daqui envio meu raminho de alegria
Que se entende por ternura e simpatia
Junto ao condimento, o beijinho do momento.

clic

E agora é que disseste bem
Ele há cada beijo!...
Se o visses não acreditavas
A dimensão que ele tem! :)
Mas pronto, daqui vai
um também, jeitozito
na amizade que contém! :)

Maria

E eu mando-te um para a troca
Veio fresquinho ali da doca...
mais as histórias que ele tem!!! :)
Um beijinho sem porém
Com a maresia que sabe tão bem :)

DE-PROPOSITO

Não se trata dessa perdição...
È mais daquela que tem continuação :)
Sim, como tu bem dizes
Carinho, ternura, que salva coração...
Aquele beijo, que não o sendo
Na roda da vida, o vai parecendo
E não trás nenhuma obrigação!
Como na amizade, pois então!

E deixo outro beijinho em retribuição!

poetaeusou

A tua dança aqui encantou
Musicada, no baile dançou
As tuas conchinhas enfeitaram
Com as ondas de mar, cantaram
E na soma com o aroma do iodo
Nazaré, aqui foi um todo :)

Beijinhos dançantes

AnaMar

Sem dúvida que sim
Acordar pela manhã
Na ternura de um beijo
Que não o sendo, foi ensejo
È de todo um condimento
Que nos afaga no momento...

Beijo com afago de simpatia
Quer de noite, quer de dia :)

Áurea

“Excelentes e famosos”...
Mas não são eles assim, não!
Desejam ser sim, calorosos
Na alma e no coração!

E também vai na razão
Os raminhos ao abandono
Quem dera que beijo de Outono
Pudesse ser de todos em afeição!

Deixo um beijinho por tanta gratidão
Um abraço pela simpatia no gesto dessa mão!

as velas ardem ate ao fim

Ainda bem que gostaste...
Com o aroma que lhe tiraste
Veste de carinho teu Outono
E na manhã de todos os dias
Um beijo, de muitas alegrias!

juvenal

Tem a cor desse abraço
Que foi selado pelo laço...
Obrigada por entenderes o Outono
No carinhoso beijo, sem abandono

E fica meu beijo, para todos com a amizade de Outono