quarta-feira, 11 de novembro de 2009

Cavalo branco


Nas crinas tinha tranças alvas prateadas
Nas patas uns cascos puros de ouro anilado
Seu trotar era cantar de estrelas aladas
Focinho tinha beijo, de sonho desenhado.

Era o branco, mais branco, feito de luar
Um relinchar tão belo, como se ária fosse
A lágrima de prata, num sagrado altar
A ternura de um sentir, do mel mais doce.

Não sei se a alguém, aparecia ao amanhecer
Porque tanta era a vez, que o via ao anoitecer
Um vulto que me cegava, ledo me encantava...

Ah, fosse eu supernova de azul, em abrigo
Faria que ele trotasse, sempre comigo
Menina que fui, ainda hoje o acompanhava!

15 comentários:

Maria disse...

É um sonho bonito, este...
Parece um conto de fadas...

Beijo

Áurea disse...

Se na crina tinha tranças
Alguém fez p´ra ele ter
Foi uma história bonita
Que hoje gostei de ler

Branco era o cavalo
Branco era o luar
Brancos eram os amantes
Que a lua estava a espreitar

Esta história tem magia
Posta pela escritora
Ao lê-la dá alegria
Como dá à contadora.

Bjo
Áurea

O Profeta disse...

Não sei quem vence!
Não sei quem leva a melhor
Só sei que um sorriso teu
Fez desabrochar das pedra uma flor

Com ela teci um tapete
Engalanei a sombra dos teus passos
Escrevi um derradeiro pedido numa pétala
Rogando a infinita ternura dos teus abraços



Doce beijo

pin gente disse...

e se as tranças fossem longas...

beijos

clic disse...

"Mi unicornio azul ayer se me perdió
pastando lo dejé y desapareció
cualquier información bien la voy a pagar
las flores que dejó, no me han querido hablar.

Mi unicornio azul ayer se me perdió
no sé si se me fue, no sé si se extravió
y yo no tengo más que un unicornio azul
si alguien sabe de él, le ruego información
cien mil o un millón yo pagaré
mi unicornio azul, se me ha perdido ayer
se fue...

Mi unicornio y yo hicimos amistad
un poco con amor, un poco con verdad
con su cuerno de añil pescaba una canción
saberla compartir era su vocación.

Mi unicornio azul ayer se me perdió
y puede parecer acaso una obsesión
pero no tengo más que un unicornio azul
y aunque tuviera dos yo solo quiero aquel
cualquier información la pagaré
mi unicornio azul se me ha perdido ayer
se fue..."

:)

poetaeusou . . . disse...

*
argênteo cavalo
pertinho do céu
feitiço de Torga ?
não !
poema de prata
alado voando
relinchando ao vento
que encantamento
sem peso . . . bailando
,
conchinhas prateadas,
deixo,
,
*

Ser em construção disse...

Lindo seu espaço, adorei a proposta.
beijos

Nuno G. disse...

BELO!!!!

alcinda leal disse...

Boa noite, bom fim de semana e boa inspiração!
Assim pode continuar a encantar-nos!
Muitos beijinhos
Alcinda

AnaMar (pseudónimo) disse...

Belo. Um poema carregado de sonho e fantasia...Palavras certas para uma canção.

Bj

Baila sem peso disse...

Maria

Tem sabor a conto de fadas
Como conto de fadas ele é
Era a prenda que eu ansiava
Quando em menina escutava
Os contos Era uma vez...
E o cavalo me emprestava
O sonho que em mim pousava!

Pelo teu dizer muito obrigada
Beijinho branquinho de azul salpicadinho

Áurea

Tinha tranças e muito mais
Tinha o cantar de tios e avô
Tinha o encanto que guardei
Que menina, hoje entregou

Não, não eram amantes
Mas príncipes e princesas
Hoje esta branca histórinha
Sonho de menina, em certezas

Deu-me grande alegria ao escrever
Porque me fez lembrar coisas lindas
Em momento também poder esquecer
As dores que nascem e não são findas

Beijinho a trote no meu cavalinho

O Profeta

Obrigada pelo teu poema, profeta
Li o gostei no teu cantinho a profecia completa!

Um beijinho azulinho no céu da alquimia
Que em sonho nos serve a tua doce magia!

pin gente

E se as tranças fossem longas
Maior seriam as noites de serão
Em vez de um cavalinho branco
Talvez eu tivesse um batalhão :)
Beijos do coração!

clic

Nem vou comentar este dizer
O Unicórnio de Sílvio Rodriguez
É um mimo que faz a alma doer
De tanta magia na amizade
Que vai naquele seu dizer!

Obrigada por te lembrares do belo
Quando do belo, nada mais há a dizer! :)
Beijo o ensejo!

poetaeusou

Sim, meu amigo sonho de prata
É já sonho de ouro, na origem
Meu cavalo branco que eu imaginava
Dá hoje leveza, para vida de vertigem

Um beijo branquinho com todo o carinho

Ser em construção

A proposta é de Torga
Mas nem sempre eu assim estou
Caminho na vida de espinho
Mas o sonho é que me gerou!
Obrigada pela visita
Fica no céu azul escrita!
Beijos que o coração dita!

Nuno G.

Como é bondoso teu coração!
Com as pérolas que tens em teu cantinho
O meu era suposto, dar só um brilhozinho...:)

Obrigada pela simpatia!
Fica meu beijo de empatia

alcinda leal

Quem dera que a inspiração
A vida desse sempre coração
Quem dera, minha amiga!!!
Mas conta muita vez a verdade
Dos que nos falam sua amizade!
Muito obrigada com afeição
Meu beijinho, do coração

AnaMar

Sonho e fantasia...uma canção!
Que poema daria, este meu coração?!
Talvez um conto da fadas
Dotado de varinha de condão
Para que meninos e meninas
Nunca deixassem de sonhar, pois então!!! :)

Meu beijo com ternura na mão

A todos que passaram quer sejam sonhadores ou não
A vida vos guarde bem dentro, encantos do coração

clic disse...

Esse PC vai ou volta? :)

AnaMar (pseudónimo) disse...

Já sinto saudades.
Vê se não demoras.
Fascinada pelos pemas que entranças com as letras de pura magia.

Deves ter um sorriso mágico para que as letras componham palavras encantadas ,assim :-)
1001 bjs

juvenal disse...

'Era uma vez'...
Uma pastora só, uma montanha que escondia segredos, uma cavalo cor de neve, um mundo novo para lá dos horizontes que o cavalo lhe ensinou...
(uma história muito velha, que este soneto me fez lembrar)
E gostei!

juvenal

Baila sem peso disse...

clic

Nem sei se vai, se fica, se volta
Sei que me tem feito a cabeça tonta :)
Ah, mas eu sou teimosa neste caso
Como vês vou estando...ao acaso :)

AnaMar

Sorriso mágico eu não sei, penso que não
Dizem ser sempre triste, vê tu a contradição!...
Mas trago nas mãos a vontade
De na palavra, aquecer outro coração...
Obrigada pelo teu sorriso AnaMar
Tentarei, nunca desapontar! :)

1001 então serão :)

juvenal

Nem sei que te diga ao teu recordar...
Uma lagrimazita me fez rolar...
Nada de estranho, faz parte de mim
Seria era anormal, se não fosse assim!

Um beijo no ´Era uma vez`...
Que juvenal se lembrou desta vez :)