domingo, 13 de abril de 2014

Quero um beijo




Quero um beijo,
um beijo, só
que seja...
Um raio de luar
Uma nuvem no ar
Uma estrela cadente
Num toque somente
Que seja...
Um rio a desaguar
Num mar a marujar
Um marinheiro sentinela
Varanda da brisa aguarela
Que seja...
Floresta  verdejante
Pés sentidos de viajante
Numa bonita vereda
Alecrim, jasmim, flor de seda
Que seja...
Toda a ternura esquecida
Toda a paixão sentida
Na sede de corpo sedento
Refrescante como vento
Quero um beijo
um beijo, só
que seja...
E que só, somente
Seja meu coração que o veja!

6 comentários:

tb disse...

belo e leve como um beijo. :)

heretico disse...

corpos a arder - num beijo...

Olinda Melo disse...


Um poema lindo e inspiradíssimo, querida Levezinha. Toda a magia, todo o encantamento num beijo. Para isso, céus e terra se congregam, contribuindo com os seus atributos para a realização desse supremo desejo.

Desejo-te uma excelente semana.

Beijinhos.

Olinda

Eduardo Aleixo disse...

Beijo de orvalho leve sobre folha de jasmim
poema doce
cheiro de alecrim.

Vieira Calado disse...

Ao ritmo dum só beijo que seja...
Beijo(inho) para si!

Baila sem peso disse...

tb, heretico, Olinda Melo, Eduardo Aleixo e Vieira Calado

Deixo-vos um beijo com toda a ternura
E logo que a minha dor "passe"
Vos visitarei com doçura
Com amizade, que vos abrace!

Isabel Vieira