segunda-feira, 20 de julho de 2009

Cansaço


Enrolo o corpo no ventre da magia...
Quero voltar a nascer diferente cria!

O espaço no germinar é de um puro leito...
Quem dera crescesse, em flor no meu peito!

6 comentários:

Maria disse...

E se pudeses escoher qual era a cria que serias?

:))

clic disse...

Quem dera nascesse
Num mar de magia
A flor que crescesse
Bem azul seria

:)))

Teresa Durães disse...

por acaso não queria ser diferente do que sou... com paranóias incluídas e tudo - o pack completo!

alcinda leal disse...

Boa noite!
Gostei do seu poema e da foto.
Boas férias e beijinhos
Alcinda

tinta permanente disse...

Belo!...
(também eu gostava de voltar 'apátrida, orfão e irmão de todas as revoltas', como digo no meu retrato)

abraços!
www.tintapermanente.com

Zilto disse...

Mas que nasças com o cordão umbilical da poetisa que és.




BeSoS