terça-feira, 29 de junho de 2010

Na vida...



Da terra cheirando a feno e a erva, odores em perfumes
Cheiram-se ao longe da vista, silêncios em queixumes
O sol se derrama nas planícies das suas alvas e íris cores
E eu planto na profundidade do meu estar, todos os amores.

Clara visão no céu, de um sossego em paz no firmamento
Como se visse no eco do nada, uma troca de um lamento
Visto a seara mansa do tempo com a serenidade do lago
E sinto em mim a doce temperança de um delicioso afago.

E toco a brisa da amena calma, como um santo unguento
Ao paladar chega o sabor do pão, que saboreio no vento
Que me alimenta na vida, que recebo em sol feito de lume...

Paz interior, apaixonado som na pauta do vigor sentimento
Tão branda, tão suave, maré calma ela em mim se assume
A mãe de todo o meu dizer, que ao Amor na vida se resume!

13 comentários:

Vivian disse...

...desenhastes a vida do jeitinho
que Deus a quer para nós.

paz e calmaria na plenitude
do SER!

bj, querida!

helia disse...

PAZ e AMOR são dois bens essenciais na Vida.
E o Poema é lindíssimo!

clic disse...

Trazer na vida o amor
Assim na palma da mão
Sentir no peito o calor
Do bater do coração


:)

eco disse...

a essência da poesia :)

eco

Multiolhares disse...

precisamos de plantar as nossas sementes na terra feitas de amor para poderem florir para onde a ternura for
beijinhos

VALVESTA disse...

Certissimo o amor na vida se resume! lindo.
Obrigada por seu carinho no meu cantinho, e por seu carinho, bjos no croação.

avezinha disse...

Belíssimo poema cheio de amor e carinho.Faz lembrar a natureza com cheiro de rosmaninho.
Beijinhos e bom fim de semana.

notyet disse...

Pois é !!! Todos tem razão.

mmeloup disse...

Mas amar não é só amar. Amar é também trabalhar.:)


_______

www.mmeloup.wordpress.com

Vieira Calado disse...

Não se tratando dum soneto

(embora com 2 quadras e 2 tercetos),

tem o sabor do soneto!

Achei bem interessante.

Saudações poéticas

Baila sem peso disse...

Vivian

E tu lestes de forma a que o teu coração
A entendeu com o carinho da tua visão

Um ser em sua plenitude em grande virtude!

Beijo com ternura

helia

Na verdade são os bens MAIS essenciais
Todos os restantes são os acréscimos reais
Que uns têm pouco, outros demais…

Um beijo com carinho, pela tua apreciação

clic

E é bom de dizer…
E é bom de sentir…
Pena nem sempre dar p`ra perceber
Que é a única razão de nosso existir

:)

eco

Na verdade e poesia é a essência
De todos que gozam da sua apetência
E se sentem bem na sua presença

:)

Multiolhares

Nem mais Luna, nem mais…
Plantando sementes de ternura e carinho
Na esperança que florescem em suave caminho!

Beijinhos no teu olhar de bondade, com amizade

VALVESTA

Não, não é o amor que se resume
É a Vida que se resume em Amor
Pena que nem sempre o Todo o assume…
Beijo no coração em quem pensa
Que a Vida é um Caminho em suave lume :)

avezinha

Obrigada pela beleza e sentimento das tuas palavras
È com carinho, paz e simpatia que tu as lavras :)

Uma semana com cheirinho de rosmaninho em teu ninho
Beijinho

notyet

E sim, todos têm razão!!!!
Pois sentiram seu próprio coração…
A poesia pretende isso mesmo…
Um afago que damos com carinho
E cada qual sente o que toca em seu caminho

E deixo com carinho, beijinho

mmeloup

Tanta forma que tem o Amor…
Ultimamente essa do trabalhar
Tem um pouquito do meu presente estar!!!
Suar para ver crescer, mesmo que seja a doer…
E mais não vou dizer :)

Um beijito pelo sorriso, que sempre é preciso

Vieira Calado

Não, não é soneto, toda a razão
São versinhos a dançar
Com um desejo de dar a duplicar
No seu “comprimento” em condição :)

Saudações amigo poeta
e obrigada pela apreciação

e por mais que se sinta a “guerra” à nossa volta
lutemos pela suavidade do carinho da paz e amor
ao longo do nosso longo “corredor”

poetaeusou . . . disse...

*
amiga,
um belo soneto,
resumindo,
a quem se assume !
,
conchinhas,
,
*

Baila sem peso disse...

poetaeusou

Recebi as tuas conchinhas
com a tua amizade a nadar
e resumindo, com ela vou ficar! :)

recebe de volta o meu agrado
por teres aqui estado
e desculpa a minha ausência
mas ando numa de "penitência"!...
ou será paciência?!...
ou mais um valor que tem agrado
e que tem de ser demonstrado?!
Cá para mim é tudo um pouquito
com carinho misturado!!! :)

por certo um dia terei mais tempo...
mas irei sempre passando
na hora que me der esse condimento...
e vou espreitando :)))
cusca, pois...
mas é a poesia
que dá momentos de muita simpatia!
e uma notinha de alegria
e alguma nostalgia
é próprio da sua alquimia!!!:)))

beijo os teus dias e que contenham magia