quarta-feira, 10 de novembro de 2010

Rio de quimeras



Que dia este que nasceu tão sombrio
Em que as águas calmas de um rio
Lançam ao pensar um desafio:
- Vem ver o meu curso de água
Vê por onde passa a minha mágoa
Vê como precisam de mim, alvas penas
Entre os remoinhos lembrando açucenas...
As lágrimas que me deixas quando abalas
No meu caudal são casas, sem salas
Num campo aberto de limão capim
Erva cidreira, num regato de jardim
Matam sede, matam fome
E plantinha também dorme
Deixando cheirinho bom a alecrim...
- Ah, rio em quimera na tua corrente
Falas para mim, como se foras gente
Vou dizer ao sol p`ra te vir beijar
Quero nas tuas águas contigo bailar...
E o dia tão sombrio?!
Fez-se luz connosco a brincar!

13 comentários:

poetaeusou . . . disse...

*
a ternura do belo !
onde as alvas açucenas,
flutuam em bailados,
lembram alecrim
aos molhos,
marfim,
da pureza dos teus olhos !
,
marés de estima;
,
(li vou reler e botar . . .)
,
*

Eduardo Aleixo disse...

O cisne é cada letra tua
leve
e mansa
fio de ceu
baba de estrela
bote de sonho
nas águas
riso
mesmo se mágoa
mergulha
na água
e tudo passa
no canto dos pássaros
deslisa cisne
deslisa
corre riacho
corre
que enquanto corres
meus olhos te
vejam correr
significa
VIVER...

Vivian disse...

..."E plantinha também dorme
Deixando cheirinho bom
a alecrim..."

eu beijo tua sensibilidade!

Vieira Calado disse...

Os rios sempre nos inspiram

sentimentos de paz e ternura

como no seu poema!

Beijinho

Artur Gonçalves Dias disse...

o rasgo da leveza
por entre a calma terna
da palavra

belo

cumprimentos

DE-PROPOSITO disse...

Vê por onde passa a minha mágoa
---------
As mágoas fazem parte de nós. Sem elas, a alegria não tinha significado.
--------
Felicidades.
Manuel

clic disse...

Alvas penas mas feliz
Pois o rio é todo seu
Nem sempre fala quem diz
Nem cumpre quem prometeu

:)))

Parapeito disse...

Um rio feito ternura...
Gostei do cheirinho bom a alecrim que as tuas palavras soltam
Brisas doces para ti nina*

helia disse...

Rio de Quimera... Um Rio lindo e um lindo Poema!

avezinha disse...

Rio de Quimera...Um belo poema e um rio lindo, cujas águas suavemente fluindo, parecem estar sorrindo...

Um beijo a bailar.

Baila sem peso disse...

poetaeusou

Ò meu amigo que dizer lindo!
Obrigada pela ternura
Envolta em tua amizade
Fiquei muito comovida
Com a tua estima sentida
E teu sentido cuidado...
Meu coração fica babado :)

Maré de rio em suavidade
Com beijinho na vontade

Eduardo Aleixo

Eduardo, obrigada pelo poema
Que me deixaste no meu lema
É a Vida assim que corre, sim
Pertinho de ti, pertinho de mim
Com alguma mágoa
Mas com palavras de água :)
E a beleza da terra, que encerra
Tudo vai, tudo renova
E o rio a vê deslizar
Com cisnes brancos a nadar...

Beijinhos meus a deslisar, no correr
Por rio de margens belas no teu viver

Vivian

Se falarmos em sensibilidade
Quanta a tua, minha amiga, em verdade!?...:)

Beijo de agradecimento pelo teu mimar

Vieira Calado

Eles inspiram tudo isso e muito mais
E temos de escutar bem seus dizeres
Pois é uma forma de escutarmos sem ais
A vida que trás tantos “aconteceres”...

Beijinhos e agradeço a visita
É sempre uma honra, tua palavra escrita :)

Artur Gonçalves Dias

É o que sempre procuro meu amigo
A leveza no falar e com ternura
Para a vida poder sempre suavizar...
Obrigada Artur, pelo teu mimar:)

Beijinho meu suavemente a nadar

DE-PROPOSITO

Pois por as mágoas fazerem parte
É que a leveza da natureza
Tem de se chamar à nossa mesa
Para a alegria ser sobremesa :)

Feliciades também para ti num beijinho que sorri

clic

Nem cumpre quem prometeu
Também é uma grande verdade
E por aí tanto falam e nada valeu
O cisne é feliz porque ouvidos não deu :)))

E vai um beijito meu

Parapeito

E recebe aí no cantinho teu
O cheirinho bom do rio meu
E abraça as ternuras das margens
E junta às das tuas paragens :))

Brisas a sorrir no teu sentir**

helia

Obrigada minha amiga
Que o rio te seja cantiga
Na suas margens de vida!:)

Beijinho com carinho

avezinha

...e que o sorriso que levam no leito
teu caminho enfeitem com todo o jeito!

Um beijo a bailar fica no teu ninho:)

e a todos que navegam pelo rio
a ternura e o carinho fica em desafio

Fa menor disse...

Ternurento.

Que se possa sempre brincar para se fazer luz.

Beijnhs

Baila sem peso disse...

Fa menor

É a brincar que se faz música de vida
De uma luz que se quer em guarida!
Paz é a condição, por todos os meios
Que tento na vida, dos meus enleios...

Beijinhos em ternura, menina musical