quarta-feira, 17 de novembro de 2010

Tum...tum...tum...


Ouves o murmúrio do silêncio enquanto pensa?
Não? Experimenta fechar os olhos na sua presença...
Agora respira fundo o cheiro de uma flor
E expira um sopro, bailando o pavio da vela
E respira de novo...um incenso de cor amarela...
Vá escuta agora o silêncio...a música em suave tambor
Cadenciada como se fora um tum...tum...tum...
Que se sente rubro calor e não faz barulho nenhum...
E experimenta usar o violeta, o azul celeste...
E todas as cores que o Universo veste...
Vês?! Não custa nada...e quanta paz de que és capaz...
Não, não te distraias...continua a cheirar a flor
Soprando algures, com a brisa a vela do teu interior
Descobre como no silêncio, a música é tão bela
E como podes rodopiar, dançando com ela...

Ah! Quem dera que pudesses ouvir todo mundo desta maneira
E com o sopro do teu silêncio, apagasses a dor da vida inteira...

14 comentários:

Maria disse...

é um sonho bonito... mas o mundo é feito de homens!

beijo.

Fa menor disse...

Belíssimo!
Ah! Quem dera... quem dera.

Beijinhos

Coralina disse...

Será que o meu silêncio também é assim tão vivo? Se calhar devia cheirar a flor, soprar a vela e deixá-lo "falar" comigo. Lindo poema =) como já é hábito

Vieira Calado disse...

Quando vou a um concerto

tenho por hábito fechar os olhos

de vez em quando.

Sinto-me bailar na música!

Beijinhos

helia disse...

A Música é sempre bonita , no silêncio e fora dele!

poetaeusou . . . disse...

*
Amiga
o teu post é sublime !
,
sinto o som do silencio,
timbre incensado,
apenas pela musica atenuado !
,
adorei as tuas palavras,
,
tum, tuns floridos,
deixo,
,
*

Parapeito disse...

lindo nina*
que bom que todos pudessemos escutar o som do silêncio...
tambem para ti um fim de semana cheio de brisas doces**************

Vivian disse...

...que coisa mais linda, my God!

em silêncio deixo-me encantar
pela tua sensibilidade azul!

bjbjbj

clic disse...

Hum... Já cá tinha deixado comentário... Onde será que foi parar?!...
Mas era mais ou menos assim:


Tum tum tum não ouço nada
É o silêncio da paz
Não devo estar acordada
Deve ser sonho fugaz

:)

Carmo disse...

Um excelente poema.
Quando vou à beira mar ao final da tarde tenho por hábito fechar os olhos e deixar-me levar pelo murmúrio das ondas.

Um abraço e boa semana

Multiolhares disse...

Muito lindo mesmo, é no silencio que encontramos toda a beleza do universo, e podemos também nos redescobrir
beijinhos

Vieira Calado disse...

Vim ver se havia novidades...

Saudações poéticas

poetaeusou . . . disse...

*
SOS,
desapareceu
a BAILA SEM PESO,
dão-se alvissaras
a quem a encontrar !
,
conchinhas,
,
*

Baila sem peso disse...

Maria

E, nem, não só, mas também...
Pois, contudo, todavia, porém...:)

Beijo e fica bem!

Fa menor

O teu tum...tum...tum...
`Tá sempre lá...não vai a lado nenhum :)

Beijinhos com carinho

Coralina

Faz isso Coralina menina
O teu silêncio é ouro com platina :)

Obrigada pela visitinha :)

Vieira Calado

Sem dúvida de olhos fechados
Os “tuns-tuns” são mais concentrados :)

Beijinhos por vinda musicada

helia

Sem dúvida que sim, a música é um som
Que assim ouvida nunca perde o tom:)

Beijinhos timbrados com claves afagados

poetaeusou

Sublime seria se no mundo se ouvisse
E num tum-tum-tum toda a gente se unisse :)
Já viste bem amigo, a sinfonia que era?
Uma esfera azulinha, com pauta de florinha
E um Sol a brilhar, com batuta a saltitar:)))

Tum-tuns, com muitas batidas sentidas

Parapeito

Ai nina, nina...”the sound of silence”
“Ten thousand people, may be more…”
Escuta aí como gosto de os ouvir:
youtube.com/watch?v=h-S90Uch2as
um som que ilumina a sorrir...
e pa ti um bom fim-de-semana
que também `tá já a vir, com brisa a sorrir****

Vivian

Sensibilidade é uma palavra muito forte
Sou é uma “ganda lamechas” de porte:))

Bjbjbjbjbjinhos azulinhos

clic

Deve ser sonho fugaz
Disso podes estar certa
Mas vês como foste capaz
Dum momento de paz, alerta

E teu :) te completa!:))))

Carmo

E que murmúrio esse embalar
A todos faz com a paz sonhar...
E num leve som da vida
Fica qualquer dor esquecida:)

Obrigada pela visitinha ao meu cantinho
As papoilas enfeitam com muito carinho

Um abraço enfeitadinho com laço

Multiolhares

Pois é Luna, o silêncio é uma arma poderosa
Quem dera que fosse sempre usada
Para as descobertas, da alma silenciosa

Beijinhos enfeitadinhos de sons do universo:)

Vieira Calado

Pois...tenho andado um pouco encolhida
Não me apetece nada, nem coisa nenhuma
Mas de repente lá arrebita alma sentida
Venho em pó de ternura, rima mais de uma:)))

Obrigada poeta pela passagem
Meu beijinho vai na aragem

poetaeusou

Heheheh...e quem julgas que encontrava?
Sou levezinha voei para muito longe
Bailando nas nuvens num esconde-esconde!!:)
Ai meu amigo...tanta vontade de nada
E uma apatia feita de tudo
Mas lá terá que ser
A vida não nos deixa adormecer...
E entretanto já acordei!!!
As alvíssaras podem ser guardadas...
E de conchinhas já me enfeitei!!!:)))

E meu beijinho de carinho te deixei

e a quem tum...tum...tum...não comentou
também o meu carinho levou!:)))