quinta-feira, 27 de novembro de 2014

Porta de Jardim



Que o Amor Universal, seja a porta entreaberta, que deixe entrar o cantar, do sonho de poeta




Quando eu for assim grande, muito grande
e tiver um jardim a chegar ao céu
quero uma porta a fechá-lo
mas que se veja todo interior seu...
com flores de todas as cores
passarinhos a cantar nos raminhos
das árvores, que vão a porta segurar...
quero verde esperança a segurar os ninhos
quero que seja uma porta feita de tule
transparente, mas com desenho azul...
quero trompetes a tocar, anjos a cantar
a convidar toda a gente a entrar
quero que se vejam as pedrinhas do caminho...
e ele irá dar a uma casa de telhado baixinho
e como anfitriã estarei eu, com um sorriso
para te dizer: entra Amor, que de ti eu preciso!!
Será assim enfeitada a porta do meu jardim
quando um dia eu for grande, e te lembrares de mim...
e beijinhos com cheirinho a alfazema e alecrim
 

9 comentários:

heretico disse...

encantador poema.

beijo

Olinda Melo disse...


Uma bela Porta, minha amiga. A Porta da Felicidade. Num mundo assim tudo refulge, não há dores nem penas.

Desejo-te um bom resto de domingo.

Beijinhos

Olinda

Teresa Durães disse...

Espero que consigas! :)

jorge esteves disse...

Curioso...
Tamanha ingénua profundidade nos versos, lembrou-me o Principezinho, esse, o do Saint Exupéry. E, sabes, que ele faz hoje (27.Nov.) anos?!...
Beijo, amiga.

jorge

Olinda Melo disse...


Querida amiga

Venho desejar-te um Natal recheado de coisas boas e que no Ano que cada dia está perto consigas aquilo que mais desejas.

Beijinhos

Olinda

tb disse...

Tão encantadoramente belo, amiga!
Beijinho.

Baila sem peso disse...

heretico

Obrigada meu amigo
Que a paz e o Jardim da Vida
Te dê muita guarida!

Beijos

Olinda Melo

Que a porta esteja sempre aberta
Para a (O)linda menina, amizade tão certa
Um Jardim sem dores nem penas
Onde habitem doces açucenas!

Beijos

Teresa Durões

Faço os possiveis amiga de longa data!!!
Mesmo quando a porta se quer fechar
Eu teimo em a segurar...
Fechada só para balanço
Quando no Jardim eu me canso
E preciso as flores adubar!!! :)

Beijos

jorge esteves

Obrigada! Esse de quem falas é o meu princípe...
O que sempre me acompanhou na vida
O primeiro que dei a conhecer aos filhotes
Aquele que desejo sintam até serem velhotes :)

Só tu, para te lembrares de Antoine Saint Exupéry
Aqui deste meu cantinho, o meu Ser te SORRI!
Sim a data tem tudo a ver...e não é por ser Novembro
27 é um dia especial que todo o ano me lembro! :)

Olinda Melo

Foram boas e más...
Mas deixa, já ficaram para trás!!!
Agora está tudo andando
ainda que lentamente
mas com boas coisas desejando...
mesmo quase depois de 3 meses
quero desejar-te tudo de bom
agora, amanhã, depois e sempre
seja teu coração um bombom
recheado de Amor como presente!

Beijos

tb

Obrigada pela tua presença!!!
Tanto tempo tem que não te via!!! :)
Lembrei o meu Refúgio de um dia
Em que Isa Calixto te respondia! :)

Obrigada por teres gostado
Vão muitos beijos para teu “povoado” :)
E um Jardim de muita flor
Em que reine a Paz e muito Amor

Parapeito disse...

tao bonito, tao profundo, tao sereno, tao tu Baila ******

Eduardo Aleixo disse...

Poema puro e florido como a dona do jardim que escreve assim com florinhas de jasmim.