quinta-feira, 12 de fevereiro de 2009

Tudo e nada


...o perfume do meu amor pelo teu

é como ouro, num tapete azul de veludo

um menino que se sente rei, sendo plebeu

a louca existência…de um nada ser tudo!

2 comentários:

tinta permanente disse...

...eu disse que era só continuar!
Uma quadra de quase nada mas cheia de tudo!

abraços!

notyet disse...

Dizer tanto em quatro linhas apenas.
Beijinho