segunda-feira, 31 de agosto de 2015

Lágrimas





Lágrimas nas minhas simples rimas
Como gosto quando tu as animas
São diamantes feitos de estrelas
Quando pela noitinha tu vens vê-las
Teus dizeres em perfumados afagos
Cachos de uvas, beijos em bagos
Lágrimas que adoças em meu colo
Em fina cambraia as enrolo
São como pérolas de orvalho
Terno pardal, pipilando em seu galho
Ai as lágrimas, só tu as sabes beber
Quando nos meus olhos as vês a nascer

E as sabes, e as sentes, e as vens enternecer
Porque tu nasceste num tempo de água
E elas são feitas de sal, de azul e de mágoa
Mas sempre rio de sol, de madrugada a nascer!

8 comentários:

Baila sem peso disse...

E agora me lembro!... :D
Amanhã começa Setembro
E atrás dele vem outro ano...
Que seja suave e sem dano!

Mês de Agosto partiu a gosto
Tão breve e de fresca aragem
Acabaram as férias e o descanso
Vou abraçar as águas, feito ribeiro manso
Nadando com a folhagem da minha margem

A todos, os bons (e aos outros também) :) amigos
Bom mês, bom trabalho, bom ano sem engano!!!

Eduardo Aleixo disse...

Doce poema feito com lágrimas temperadas com sal de mar e beijos do céu...

Teresa Durães disse...

Lindo poema!, terminando num outro nos comentários, o qual o abraço!

heretico disse...

doce e terno poema.

muito belo

beijo

Olinda Melo disse...


Minha amiga

Muito me contas quanto aos teus meninos. Vou procurar mais videos de dança da tua menina e do seu par. E o teu gatinho, fofinho, ainda agarrado às saias da mãe.Tão bom estes tempos, não é? Depois é vê-los a partir, dar-lhes asas, mas sempre com eles no coração.

A minha cursou Teoria política e relações internacionais. Vê lá tu a mistura com Hip-Hop, rimas interventivas e muitas outras músicas.Fez uma pós-graduação, gosta de Turismo, quer iniciar um negócio nessa área. :)

O teu belo poema é na realidade um rio de sol, de vez em quando uma ou outra nuvem, daquelas branquinhas como algodão.

Obrigada pelos teus votos de uma boa rentrée. É mais um ano de correrias. Mas é a vida,não é?

Beijinhos

Olinda

DE-PROPOSITO disse...

Lágrimas, uma forma de expressar sentimentos, muitas vezes de forma involuntária.

Felicidades
MANUEL

Baila sem peso disse...

Meus amigos:
Eduardo Aleixo a ti um beijo doce eu deixo, Teresa Durães um forte laço de ternurento abraço, heretico um beijo com felicidade no desejo, Olinda Melo beijinhos cheios de carinhos, DE-PROPOSITO felicidades no teu espaço e um beijito! Mil e uma desculpa eu peço de não ter tempo para vos dedicar, mas desejo do fundo do coração que o Outono vos traga sereno estar e na brisa sopre sempre o Amor da Vida, em qualquer tempo ou lugar!!!

Um dia destes eu volto...agora trago o relógio um pouco de ponteiro revolto! :))) SEJAM FELIZES

Parapeito disse...

Tão bonito nina*
Que possam sempre as lágrimas, lavar a alma das mágoas.
Tenho andado meio desaparecida...mas regresso sempre aos lugares que me enchem a alma.
Abraço e brisas doces ****