segunda-feira, 1 de março de 2010

Devaneios


Uma flor bordada a seda branca no espaço
Tinha dias e dias de cansaço debruçada
Sonhava entre a cor da paz do seu regaço
Abraçar o quente e a luz na sua estrada.

Não que o sol lhe faltasse todos os dias
Porque de vez em quando ele lhe sorria
Mas por vezes eram tantas as fantasias
Que zangado de seus devaneios, ele fugia.

Ah, sol não te vás embora agora, prometo
Entre estes meus sonhos de flor bordada
Aquietar-me com meus segredos, abrigada...

E no azul do céu, com a tua cor tão dourada
Flor só será, em branca cor no teu puro leito
Sempre atenta, ao amor carente do meu peito!

14 comentários:

Coralina disse...

Lá vão os dias em que eu tinha inspiração para escrever coisas assim tão bonitas. Agora não tenho nenhuma, mas vou tendo tempo para ler o produto da inspiração de outras pessoas, o que é sempre bom!
Este poema é especialmente bonito! ;)

notyet disse...

E se o sol, sem seus anseios, anda por aí a contar os teus devaneios ?

alcinda leal disse...

Baila sem peso
Este soneto é muito bonito!
Quase parece lírica camoniana!
Eu não tenho veia poética mas juro que estou muito carente do meu rei sol...ele aquece-me a alma, abriga-me o corpo e ajuda a sarar as feridas profundas no mundo natural à minha volta.
Anseio por dias de sol,novas plantações de pinheiros e casa limpa de pó, lama e chuva.Portanto quero"abraçar o quente e a luz" e agradecer o poema
Beijinhos
Alcinda

clic disse...

:)

Multiolhares disse...

Por vezes também nós não passamos de flores bordadas na cortina da vida agarradas, sonhando , sonhando que o sol não vai desaparecer no horizonte e que a negra noite só hoje não vai despontar

muito bonito o teu comentário no meu cantinho, obrigada pelo carinho
beijitos

Maria disse...

Este soneto é superior! Inspiração daquelas que se têm um dia só de vez em quando...

Beijinho.

Vieira Calado disse...

HÁ que cuidar bem das flores!

Obrigado também pelo seu poema,

no meu blog.

Bjs

Áurea disse...

Se o Sol ficou zamgado
Podes crer cá para mim!
É porque foi provocado
Ele não se zanga assim!!!

Devaneios de uma flor
Mas qual a que os não tem!
Às vezes!! É o amor
Que vai daqui, para além...

BJO
Áurea

poetaeusou . . . disse...

*
Amiga,
,
o teu soneto florido
tem o regaço bordado
pela vida debruado
ponteado de fantasias,
tem a flor das poesias
onde se lavam degredos
exorcizando segredos
pela pureza cerzido .
,
conchinhas, deixo,
,
*

helia disse...

Lindo Poema! Para mim que adoro Poesia , é sempre um prazer espreitar um blog e encontrar um Poema.

Eduardo Aleixo disse...

É um poema lindíssimo. Gostei muito. Paerabens, amiga.

Baila sem peso disse...

Coralina

Xiii, minha linda…”lá vão os dias”?
Achei graça a tuas “simpatias”!
Mas tem dias para a beleza??!!
Então toca a arregaçar as mangas
A menina pode sempre na certeza
Escrever coisas, sem serem longas
Que atrapalhem sua vida académica
E lhe dêem inspiração poética...
Vamos lá...moranguinho achocolatado
Com um miminho abananado...:)

notyet

E eu tenho lá receio que solinho
Me roube meu segredinho?!...
Ele bem falta faz, ao seu redor
A quem precisa de calor e cor! :)

Meu beijinho de solinho enfeitadinho

alcinda leal

Obrigada Alcinda, minha amiga
Que grande elogio que aqui me deu!
Lírica camoniana? Nem a seus pés!!!
Mas que o sol é um bem que aquece
E que o povo carece, de lés a lés
Um acabar com pó, lama e chuva...

Ainda bem que meu solinho
Lhe deu um tantito de miminho
Meu beijinho

clic

:) rima com ;)
Em solinho que é preciso
A simpatia do teu sorriso

Multiolhares

Hoje só agradeço flores lindas de apreço
Pelo solinho aqui plantado à janela...
Num muito obrigada eu te agradeço
E vou dizer à flor, que olhaste p´ra ela...

Lá no teu cantinho o mérito foi teu
Quando o tema o levaste em lema...

E o carinho é troca que vale sempre a pena!
Meu beijinho

Maria

Pois…superior não sei muito bem
Acho que é mais os dias de dor...
Quando a alma respira com ansiedade
Trás ao de cima alguma “realidade”...

Agradeço o teu carinho
E fica meu beijinho

Vieira Calado

Há quem não cuide, há quem não cuide...
E tanto que se ilude!!! :)

Sempre trocarei carinho
Com quem me der miminho :)

Beijinho

Áurea

E isso é o que eu também acho
É que a Mãe foi provocada
O mandou enfeitar p`ra outro lado
E por aqui, ficou tudo magoado...

Mas já vai passar, vais ver
As flores estão a crescer
O amor vai daqui para além?
Não! O amor fica aqui tão bem! :)
E tu também o vais aí viver! :)

Beijinho com áurea de carinho

poetaeusou

Lindo”cerzido”...
...e eu de queixo caído!!!
Oh, meu amigo que gentileza
Cantada com tanta beleza!!
Obrigada pela música da poesia
De tuas flores de serras bravias
Que enfeitam de luz o carinho
Trazendo ainda mais solinho
Ah…os segredos…fogem de medos...

Um beijo de sol de flor cerzida
Em conchinha de teu mar nascida

hélia

Obrigada pela visita ao baile
Sempre bem-vinda quem gosta de poemar
Darei mais voltinha por seu espacinho
Logo que tenha um segundinho...:)
Obrigada pelo seu estar!

Meu beijinho

Eduardo Aleixo

Obrigada meu amigo teu dizer
Me faz ficar contente, podes crer...
É sempre bom, quando prazer
Podemos dar e receber! :)

Beijinho de sol no azulinho de teu carinho

a todos que deixaram seu devaneio em silêncio
eu agradeço e com estima os penso

tinta permanente disse...

Desta hesito, entre a singeleza e a sensibilidade: a qual deixo, a qual chamo?
Ficam para o poema e para a imagem!
abraços!

Baila sem peso disse...

tinta permanente

Singelo e sensível é o teu estar
Que me veio aqui abraçar!
Agradeço e me envaideço
E não sei se vaidosa vou ficar :)

Meu beijinho a dançar